Senadora Mara Gabrilli pede proteção a Marcos Valério

traiu-o-PT-celso-daniel-lula

A Senadora Mara Gabrilli pede proteção a Marcos Valério após diversas ameaças anônimas postadas pela milícia petista em blogs que defendem a soltura do presidiário de Curitiba. A baixaria chega a nível pré-sal pois até piadas de cunho sexual contra a senadora – que é cadeirante – aparecem em blogs e fóruns da esquerda.

Mara Gabrilli entregou um dossiê completo ao ex-juiz Sergio Moro e atual Ministro da Justiça, pedindo que Valério tenha proteção redobrada até o fim dos seus depoimentos que confirmam Lula como um dos mandantes do crime.

Mara Gabrilli, (PSDB-SP) relata tudo que sabe sobre a extorsão que empresários do ramo de transporte do ABC Paulista sofriam de líderes petistas ligados ao crime organizado como o empresário de ônibus Ronan Maria Pinto, detido pela Lava Jato no caso de um milionário empréstimo fraudulento do pecuarista José Carlos Bumlai via Banco Schahin, atualmente Banco BMG.

José Carlos Bumlai, caixa 4 de Lula e de Lulinha, aquele que limpava cocô de gorila do zoológico e da noite pro dia virou bilionário comprando canais de TV como o 21 da Rede Bandeirantes e sócio da Brasil Telecom, recebeu milhões em empréstimos fraudulentos de Ronan Maria Pinto em esquemas com Lula e Lulinha.

PCC dominou o esquema de empresas de ônibus e vans no fim dos anos 90

Durante a gestão do prefeito Celso Daniel em Santo André, o PCC começou a dominar as rotas e contratos de empresas de ônibus e vans, assim como na capital paulista e em outras cidades do cinturão vermelho que envolve Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Diadema.

Logo, cidades como Osasco, Barueri e Caparicuíba também foram dominadas, assim como a Baixada Santista.

Onde o PT detinha prefeituras, o esquema era mais rápido. Vários donos de vans que tinham contrato com a SPTRANS em São Paulo foram acuados pelo PCC no esquema: ou passa as linhas, ou morre.

Um empresário da Zona Norte de São Paulo, teve sua família refém dos ‘partidos amigos’ durante quatro dias, até que passasse para o crime organizado todas as suas 17 rotas de vans que ligavam os Terminais Barra Funda e Cachoeirinha a bairros das Zonas Norte e Oeste da Capital.

Com medo, o empresário mudou-se do Brasil após constantes ameaças de políticos ligados a Celso Daniel

Que fique claro, Celo Daniel não era nenhum santo. Celso e José Dirceu travavam uma disputa de poder entre si para controlar o caixa 2 e 3 do PT.

Eu aconselho que você leia o livro de Silvio Navarro – ‘Política, Corrupção e Morte no Coração do PT‘ para um compreensão absoluta de como ATÉ HOJE, o partido de trabalhadores que não trabalham, estudantes que não estudam e intelectuais que não pensam, parafraseando Roberto Campos.

Agora em regime semi-aberto, Marcos Valério Fernandes de Souza é tão alvo de queima de arquivo quanto porteiros do Vivendas da Barra e assessores no caso Marielle. Todos, ameaçados pelos mesmos bandidos de sempre. Por favor Ministro Moro, ouça a Senadora Mara Gabrilli e proteja-os.

Com o PT, não se brinca.

Quer saber mais?

/var/mandante.bcg Luc Michel

Autor de obras de arte inspiradas em Monet como: Espinafres em C+, Blockbusters como Rochelle, Rochelle, Cry, Cry Again, Death Blow e Prognosis Negative', Luc Michel também escreveu o marco beatnik Venetian Blinds. Em 2019 se aventura com 'Rush & Resist (Disco/Biografia do Power Trio Canadense)' lançamento em Dezembro. Editor do Better Call Glenn e perturbando esquerdopatetas desde 1999 via Adequacy.org, este nobre Tangamandapiano também é sócio-minoritário nos conglomerados KRAmerica e Vandelay Industries. Se quiser me processar por favor entrar em contato com meu advogado, Jackie Chiles.

2 bate-bocas

  1. Ele está a referir-se ao gang de milicianos do Rio Tijuca, São Paulo e Curitiba, do clã bozo e Moro mais o deltanhol da tanga e por despistar, só os nomes mudam
    Como se a trapalhada morasse aí, não a famelga de corruptos tirantes tolos, mas para inventor, maior intriguista, chega

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *