Quem Traiu Sérgio Moro?

moro-vaza-jato

Neste artigo aqui com Vinícius Cabrera, um dos maiores experts em segurança e tecnologia bancária, ele já deixava de lado qualquer hipótese de Walter Delgatti e seus possíveis comparsas terem chegado as conversas de Telegram que
geraram a Vaza-Jato.

Cabrera não tem dúvidas: ‘sei decor e salteado todos os métodos que o Asssange usou, a forma como o Edward Snowden convenceu a outros funcionários da NSA a digitar do terminal dele, todas  as senhas do que ele queria para roubar o conteúdo que Grrenwald queria.’

‘Tantos e tantos outros ataques hackers nestas últimas duas décadas são iguais na metodologia.’

Para quem acha que Snowden é um mestre do hacking, a mula americana contratada e paga por Pierre Omidyar era um programador apenas mediano.

Tanto Citizenfour como Snowden de Oliver Stone, pintam um cara como um sujeito brilhante, com QI de 300 e outras abobrinhas de heróis esquerdopatas.

Snowden foi um ladrão que no bico doce, fez outros funcionários digitar sua senhas no laptop pessoal dele. Outra pergunta simples: se Snowden queria apenas bancar o herói; por que deletou e formatou os HDs onde praticou seus crimes?

Simples: Edward Snowden estava a mando de alguém, hoje sabemos quem – também ficou rico, famoso e beatificado por idiotas que não fazem idéia do estrago que ele causou e quantas vidas ele colocou em risco, fora os mortos já contabilizados como no caso da London Bridge em 2017.

Castigo merecido: vai apodrecer na Rússia, ou ser mandado a prisão perpétua nos Estados Unidos. Pois confiar em Verdevaldo é confiar o galinheiro ao lobo.

Polícia Federal não tem dúvida de que a Vaza-Jato foi encomedada de dentro do Congresso

Ontem a noite começamos a publicar em nosso Twitter (logo Facebook e Canal do YT estarão ON), uma vasta série de provas que já foram periciadas pela polícia e foram adquiridas por nós na Deep Web e por jornalistas de Araraquara, que estão sob imensa pressão política na cidade, com direito a dois já demitidos.

Invadir uma conta de Telegram não é fácil como parece…

 

A primeira tese a ser descartada é mentira de que meio mundo teve suas contas invadidas. Tanto Telegram quanto WhatsApp possuem mecanismos que apenas pessoas muito descuidadas não percebem que há algo de errado. Ao tentar capturar dois pontos de acesso – o Telegram, assim como o WhatsApp, envia notificações push para avisar que sua conta foi acessada ou logada em mais de um lugar.

A questão do leitor obviamente é uma dessas? Então qual a razão de tantos alegarem ter sido hackeados? Ora pois diria Manuel. No pânico, todos enxergam em pequenas circunstâncias – a possibilidade de terem sido vítimas; isso para alguns pode ser usado até como salvaguarda. Pois: quem traiu Sérgio Moro?

Entre depoimentos desconexos, datas que não batem, ausência de procedência e a incapacidade de Walter Delgatti de sequer conseguir atualizar uma simples versão Linux que lhe foi dado para acessar sua conta da Apple, onde ele guarda um dos backups do que recebeu – é de se reduzir a zero a possibilidade de que a operação tenha partido dele por um golpe de sorte ou habilidade hacker.

Teste de Habilidades e Conhecimentos em TI?
De fato um hacker de Taubaté! Sem ofensas a Taubaté.

 

Quem está dialogando com Vermelho (Walter) e mais uma pessoa ou mais que estão na companhia dele – claramente estão testando o rapaz. Mesmo medindo palavras, a outra pessoa sequer dá continuidade quando o nome do presidente da ABRAJI, Daniel Brammati surge nos diálogos.

Daniel é amigo de longa data de Leandro Demori e petista militante. Sobre a Vaza-Jato, Daniel dá sua opinião ao blog petista Rede Brasil Atual – onde ele trata Glenn Greenwald como um sujeito corajoso, ataca Moro e diz que é preciso unir forças contra o autoritarismo e falta de liberdade de imprensa.

Falta de liberdade? O cara é cúmplice com Demori, Greenwald e mais quatro ou cinco nomes em quem a Polícia Federal logo meterá algemas e o cara vem falar que está sendo censurado? Aliás, além do lixo de associação de jornalistas petralhas que é a tal de ABRAJI, em 2013 na Universidade Anhembi-Morumbi, concederam homenagens a quem na opinião deles – derrubou Ricardo Teixeira da CBF.

Só para lembrar a esse bando de vagabundos: um de nossos colaboradores trabalhou 21 anos com Marcelo Rezende. Marcelo ainda na Globo, numa tacada pegou Eurico Miranda, Ricardo Teixeira e o ex-presidente do Barcelona, Sandro Rossell.

Na companhia do produtor David Presley, Rezende armou uma falsa compra de um imóvel num resort de luxo em Miami. O caso virou o escândalo que desmontou uma quadrilha de ia de presidentes de Federações, além Júlio Grondona da CONMEBOL.

No more digressions?

Voilà!

 

Como podem ver, o tempo todo o interlocutor de Vermelho/Walter/Gustavo (?) testam o que realmente os pseudo-hackers sabem e se tem noção do que estão fazendo e falando.

Não resta a menor duvida de que alguém pagou pelo serviço. Típico serviço de dealers da Deep Web. Glenn pagou pelo trabalho. Deixou Demori manejar o mimimi nas redes sociais e partiu para cima da Lava Jato.

Engana-se quem acha que de tudo que ele tirou desse crime, o único objetivo é tirar Lula da cadeia. Glenn Greenwald assim como no caso Snowden tem material para vender a vontade, chantagear inimigos e ficar nos holofotes; algo que ele sempre adorou. Verdevaldo só bota máscara e esconde o rosto quando nas suas brincadeiras perversas se veste de general nazista e teatraliza sua demência.

Além de gostar de homens peludos e meninos mais novos: Greenwald tem uma queda pelo masoquismo. Sua fantasia-mor é se vestir com roupas nazistas e fantasiar ser violentado por inimigos das tropas russas. Para um cara que teve de romper uma sociedade porque Peter Haas o considerava o ser humano mais doentio que ele já havia conhecido…

Ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot foi alvo ou contato?

O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot foi o alvo principal de Greenwald, mas ele sabia disso? Hum. Sabia-se que ele teria nos contatos – possíveis conversas arquivadas com Deltan Dallagnol e Sérgio Moro – assim como com diversos procuradores, juízes e membros da PF.

Ninguém mais que Rodrigo Janot possui um histórico mais completo e complaexo da Operação Lava-Jato.

É preciso muita, mas muita ingenuidade para achar que ao acessar uma lista de contatos, facilmente se acha o histórico de 50 ou 100 pessoas. Muitos dos citados por Delgatti não usavam Telegram. Manuela D’ávila mente quando fala de datas, de suas conversas e muito mais.

Nesse elo do crime: lembremos dessa interessante matéria aqui da ‘Isto É’, onde Rodrigo Janot lembra muito outro nobre magistrado: Dias Tóffoli. Todas as muitas insanidades de Janot chegavam a embaraçar até Gilmar Mendes, vejam só.

Janot por um tempo manipulou os procuradores da Lava Jato, ora engavetando investigações; ora agindo como um desequilibrado, colocando procuradores e juízes em situações inacreditáveis.

Janot, votou na chapa Haddad/Manuela em 2018 e era o supremo protetor de Lula; até este trocá-lo pelo menos explosivo Dias Tóffoli. Quem Traiu Sérgio Moro? Uma certa multa de um Celta saindo de um diretório político em São Paulo abriu um leque de possibilidades que levam ao mesmo caminho: só falta agora a PF contar as vagas disponíveis na cadeia.

Quer saber mais?

/var/mandante.bcg

3 bate-bocas

  1. Muito bom! E pelos comentários, acertou em cheio!
    Até o mais desinformado dos viventes sabe que foi armação dos corruptos para se livrarem da Lava-Jato.
    E essa agora da Câmara aprovar essa proposta indecorosa de Renan, enganando a todos, passando por cima do regimento interno, também faz parte da putaria socialista toda.
    A máquina de corrupção está ruindo, pegando fogo! E “botafogo”, dando uma de bombeiro, tenta apagar com manobras radicais, todo o incêndio. Perda de tempo. Alastrou-se!

  2. O financiador-bolsominion por trás desta página é um certo Michel Bernard, um franco-canadense que acusa o “gringo” Greenwald de se intrometer em assuntos que não é do país dele, mas se presta a vergonha de defender o Bozo! Esse francês fedorento é do Pinheiro Neto Advogados, por isso se acha livre para atacar a reputação dos outros.

    Não tenho um mínimo de respeito por quem recruta gente ligada a Igreja Universal para opinar sobre política. Acusam o PT de processar todo mundo mas não tem vergonha de chamar um hacker que já cumpriu pena por invadir e-mails empresariais para dar palpite nessa espelunca.

    Vinicius não é o primeiro nome desse pulha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *