Que tem a ver a NFL e o STF?

better-call-glenn

Green Bay Packers 23, Detroit Lions 22. O jogo do Monday Night Football de 14 de Outubro de 2019 entra para o rol das arbitragens mais vergonhosas da história da NFL. Na frente de uma audiência de 114 milhões de americanos na TV, Tablet ou Smartphones, houvesse justiça e o quarteto oficial de árbitros iria direto para a cadeia.

O comentarista de um emissora de Detroit se pergunta como os árbitros podem dormir em paz após atitudes tão vergonhosas. Como eles conseguem olhar na cara de filhos, amigos e dos próprios times sem se envergonhar. Com quem eles aprendem?

 

Mas também é lembrado o compromisso com quem realmente os paga e paga muito. Favores, deveres. Além dos altos salários, também há pagamentos bastante suspeitos investigados faz mais de duas décadas e NADA. Não interessa revelar os nomes de quem paga pelos crimes.

Abrir as contas, investigar, escancarar e revelar conversas telefônicas entre árbitros e donos de franquias?

Jamais mon ami!

Na era de ouro e muuuuuuuuuuuuuuita arbitragem picareta a favor do Chicago Bulls de Michael Jordan, um jogador do Boston Celtics teve a carreira encerrada após denunciar o que um árbitro lhe disse na quadra: ‘cale a boca, espere o jogo acabar, os Bulls vencerem e vá afogar as mágoas no Pub mais próximo.’

Após o ‘incidente’, franquia nenhuma da NBA contratou o jogador – que foi jogar na Turquia

Em Lisboa ou em Paris, que se dane a sua opinião! Um de nossos mais ilustres membros do STF costuma passear por Portugal, ouvir impropérios de brasileiros indignados e rir na cara deles. Um juíz (dos piores) da NFL, também passa suas férias em Portugal e tem uma mansão avaliada em 12 milhões de euros registrada no nome da filha mais velha.

Paga pelo dono de uma certa franquia de beisebol. Beisebol. Baseball. O crime se alastra como câncer em metástase.

Em Paris, após uma temporada do Atlanta Falcons ser encerrada pelo apito dele, torcedores o reconheceram e começou a agressão verbal. O bandido riu da cara dos indignados como o Coringa ria de Gary Oldman em Batman The Dark Night.

Que realmente tem a ver a NFL e o STF Tucano-Petista?

Lá como cá, juízes não podem ser questionados. Não importa a incompetência – desde que sirvam aos senhores do cheque em branco.

A platéia pode xingar a vontade. Enquanto você, eu e qualquer brasileiro de bem se revolta com o STF e não pode se expressar, pois isso pode te jogar numa cela – também não adianta hoje os jogadores ou torcedores do Detroit Lions em especial Trey Flowers, tentar espernear.

Lá como cá, até citar o nome do meliante pode te causar perdas irreparáveis.

Desculpa se você não é fã de Futebol Americano, mas é uma boa analogia em como uniformes, apitos, martelos, canetas e togas tem tudo a ver. Green Bay Packers 23, Detroit Lions 22: selo STF de vergonha e corrupção.

Quer saber mais?

/var/mandante.bcg Luc Michel

Autor de obras de arte inspiradas em Monet como: Espinafres em C+, Blockbusters como Rochelle, Rochelle, Cry, Cry Again, Death Blow e Prognosis Negative', Luc Michel também escreveu o marco beatnik Venetian Blinds. Em 2019 se aventura com 'Rush & Resist (Disco/Biografia do Power Trio Canadense)' lançamento em Dezembro. Editor do Better Call Glenn e perturbando esquerdopatetas desde 1999 via Adequacy.org, este nobre Tangamandapiano também é sócio-minoritário nos conglomerados KRAmerica e Vandelay Industries. Se quiser me processar por favor entrar em contato com meu advogado, Jackie Chiles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *