PT e Folha de São Paulo ajudaram Greenwald a pagar a Vaza Jato

A bomba virá a baila a qualquer momento, mas todos os caminhos levam a mais um integrante do esquema contra Moro e Dallagnol: a Folha de São Paulo junto a membros do PT de Araraquara, arquitetaram o trajeto das mensagens roubadas e editadas pela Vaza Jato.

Segundo investigações paralelas de jornalistas de Araraquara desde o início da Operação Spoofing, a entrega do dinheiro a um cúmplice de Walter Delgatti aconteceu nas proximidades do Hotel Ibis Styles da cidade paulista.

Manu, bobinha!

Após perícia, a Polícia já identificou quem está ao telefone com um membro do The Intercept – possivelmente Leandro Demori – são cúmplices dos 4 presos que ficaram responsáveis por confirmar que o dinheiro pago pelo crime seria de fato pago.

Hackers Profissionais fizeram o serviço. Hackers de Taub… quer dizer: Araraquara, foram boi de piranha

1: profissionais hackearam as autoridades. 2: bois de piranha aceitaram o risco de trafegar com o material criminoso, misturado a edições horrorosas e transcrições de prints e áudios que NINGUÉM, nunca viu. O que foi entregue ao STF são transcrições – ou seja – o STF sabia da armação e mesmo assim corrobora os ataques a Lava Jato.

Mensagens deletadas da conta do telefone de Gustavo Henrique Elias Santos mostram inúmeras mensagens trocadas com políticos do PT de Araraquara. Aqui, é nossa obrigação encurtar a divulgação de conteúdo que ainda não foi enviado ao MP para novos pedidos de prisão.

Se você não curte leituras longas, apenas saiba que Folha e PT estão por trás dos pagamentos a quadrilha. Se você gosta de leituras mais profundas, e que ligam modus operandi de jornalistas criminosos: you’re welcome!

Jonathan Hacker? Be Welcome.
Jonathan Hacker? Be Welcome.

 

Estão batendo de porta em porta de pessoas ligadas a Walter Delgatti e do DJ Gustavo, que na sua visita a São Paulo no fim de Fevereiro, deixou escapar fotos num local nos Jardins (área nobre da capital Paulista ) onde porcos da Foice costumam negociar vantagens.

Se debatendo para manter a circulação impressa, a família Frias (perdão o trocadilho), entrou numa criminosa fria. Um pouco de digressão, shall we?

Qualquer um que viva a Deep Web sabe do tamanho do mercado da contra-informação. Paga-se fortunas por segredos industriais; quase fortunas para conteúdo envolvendo a vida sexual de poderosos, sejam eles atletas, políticos ou atores de Hollywood.

Recentemente (2017), um jogador da NBA pagou a bagatela de 8 milhões e meio de dólares para evitar leaking de fotos suas e prostitutas cheirando cocaína numa festinha privê, envolvendo diversas garotas num hotel de Boston, fossem vendidas a imprensa.

Quem pagou os hackers (para impedir o caso de vazar)? A própria marca de material esportivo que patrocina o atleta. Casos como este são regra, não exceção.

Quem vazou? Bem, as imagens foram adquiridas por meio de uma microcâmera IP, escondida na suíte onde o jogador estava. Quem instalou a câmera não interessa. A vida do cara estava por um fio e toda sua carreira na NBA. Hoje, o atleta desconfia de que seu próprio staff (membros da equipe), únicos a ter acesso a suíte dele, poderiam ter ajudado com o trabalho sujo dos hackers.

Também estranhou o atleta, o fato de dois jornais locais terem acesso a informação, mas não terem publicado. Para quem conhece a indústria hacker já há algum tempo — sabemos perfeitamente que são recrutados aos montes por jornais, revistas e mídia em geral, desde que Papparazzis caíram em desuso.

Parte destes 8.5 milhões foram parar no caixa dos jornais e de jornalistas. Parte da investigação ainda corre em segredo de justiça, mas o fato de um jornal que perdeu 60% de seus leitores ‘impressos’ nos últimos anos, anexar propaganda da tal marca de material esportivo, junto a todas as publicações sobre a equipe, nos mostra bem quão suja a imprensa consegue ser.

É sempre um alerta: ou paga, ou revelamos.

Estranha ainda mais os valores pagos pelo ‘Merchan’, diria Milton Neves (deus me livre!)

E onde chegamos nisso?

Jornais condenados por hackear e grampear Hugh Grant após conluio com a prostituta Divine Brown

Os mais novos certamente não sabem que em 1995, Divine Brown (Stella Thompson), uma prostituta em Los Angeles foi flagrada praticando sexo oral no carro, na Sunset Strip em Los Angeles, com nada mais nada menos que a estrela de Hollywood do momento: Hugh Grant.

Stella Thompson aka Divine Brown
Stella Thompson aka Divine Brown

Ambos foram presos, mas Divine Brown ficou rica. Muito rica.

Cobrava no mínimo 100 mil dólares para revelar detalhes sobre seu relacionamento com Grant. Entre 1995 e 1997, Brown chegou a faturar milhões de dólares para hoje viver uma vida confortável em Sherman Oaks, um subúrbio classe média alta de Los Angeles.

O caso destruiu a carreira de Grant, que começou a questionar a insistência de Brown em manter relações no próprio carro do ator – ao invés de escolher algum drive-in no subúrbio de L.A, como Grant sempre fazia, segundo depoimento da própria prostituta.

Anos depois, Divine Brown admitiu que os encontros com Grant ocorriam na casa de um amigo do ator em Pasadena.

Após o temporal, Hugh Grant contratou especialistas em segurança para desvendar o caso. Primeiro, descobriu que a própria Divine Brown mantinha contatos com tablóides ingleses, que há mais de uma década, hackearam os telefones pessoais de Hugh Grant, de sua assessoria de imprensa e de seus empresários.

Segundo, Divine Brown ligou para um amigo policial para dar instruções de onde o flagra poderia ser efetuado.

Terceiro… após anos de negações e investigações, o grupo MSG, dono dos tabloides Daily Mirror, Sunday Mirror e Sunday People, admitiu a justiça que pagou hackers para grampear celebridades e políticos – assim como rivais do ramo editorial. Como estratégia de defesa, o grupo dedurou rivais como o The Guardian, jornal de esquerda que já abrigou Glenn Greenwald.

Divine Brown armou com jornais o flagra a Grant
Divine Brown armou com jornais o flagra a Hugh Grant

 

Em semi-sigilo (sigilo na inglaterra?), quase todos os jornais foram delatados e nomes de jornalistas revelados. Piers Morgan, até hoje figura chave de várias publicações britânicas se vingou dos rivais ameaçando revelar conteúdo que ia de escândalos envolvendo jogadores de futebol, músicos e como sempre: políticos e membros da realeza.

Hugh Grant venceu nos tribunais e doou o dinheiro para várias instituições. Piers Morgan, está impedido de citar o nome do ator e levou anos para se recuperar da publicidade negativa. Como uma vez canalha, sempre canalha – Piers Morgan voltou a atacar e difamar aqueles que não coloquem dinheiro no seu bolso.

Na Inglaterra, a justiça condenou os jornais. No Brasil? DUVIDO!
Na Inglaterra, a justiça condenou os jornais. No Brasil? DUVIDO!

 

Ele, assim como Reinaldo Azevedo, uma das figuras mais pútridas do jornalismo brasileiro, não tem partido ou ideologia senão o que entra em seu bolso. Foi assim com a irmã de Aécio Neves, é assim hoje ao atacar Moro e Dallagnol e curiosamente, defender Lula.

Eduardo e Mônica um dia se encontraram sem (por) querer, e conversaram muito mesmo pra tentar se conhecer

Reinaldo Azevedo, voltou ao grupo FOLHA na companhia da cuspideira Jean Wyllys, suspeito de vender seu mandato a David Miranda após ser pego em esquemas do PSOL que o ligam a casos que o partido terrorista de Marcelo Freixo em breve, muito breve, terá de explicar.

Confundiu muito a volta de Azevedo. Ele e Mônica Bergamo, a ex-amante de José Dirceu, não se misturavam tal como água de esgoto e gasolina batizada. Se atacam com os microfones OFF, e para sua volta a FOLHA, teve de garantir que haveria uma trégua.

Reinaldo e Monica: Parceiros de Crime
Reinaldo e Monica: Parceiros de Crime

 

Corrigindo? Confundia. Não há no Brasil, jornativista mais mau caráter do que Azevedo para se aliar a político bandido, atacar pessoas e instituições de bem, e os interesses de quem vê seu bolso murchar sem os cofres das Estatais escancarados.

Com a FOLHA morrendo e jornalistas entregando curriculum em jornais bairro, qualquer coisa vale para retornar os tempos em que viagens de férias a Nova York, Paris ou até Dubai, eram pagas com dinheiro público saídos do cofre de partidos via SECOM, gráficas fantasmas… e nos espanta (até parece) como estes jornalistas tem pequenas empresas de comunicação para receber dinheiro ilegal.

Visitamos 12… você não leu errado: 12, apenas em São Paulo. Só três estavam abertas. Todas as outras 9, ligadas a jornalistas que receberam muito dinheiro na era-Lulopetista, estão em endereços falsos, e não prestaram serviços a ninguém (não no livro caixa), desde que Dilma foi deposta.

E a série ‘São só coincidências continua…’

Edgard Piccoli, como você é cara de pau. Mas é um santo perto de quem visitamos. Tiramos fotos e ligamos para as empresas buscando informações. Será publicado no fim de semana.

PS: precisava de um artigo DESSE tamanho só para mostrar como o PT/FOLHA/Intercept agem? Você leitor, nos diga.

Quer saber mais?

/var/mandante.bcg

29 bate-bocas

  1. Nosso país está infestado de grandes criminosos, bandidos esses que sugam a Nação há muito tempo. Eles estão nos três poderes e também na iniciativa privada. Não é a toa que estão desesperados com as ações da Lava-jato. Esses marginais do colarinho branco é que levam nosso povo ‘a pobreza extrema.

  2. Oque a PF / MPF /STF , necessitam mais , pra prender essa QUADRILHA DE VAGABUNDOS !
    Que sequestrem a líder do PGR ?
    Onde estão os Juizes MACHÕES ?
    Está na hora de ENQUADRAR esses Criminosos..!!’

  3. Até agora ninguém consegue provar que o conteúdo das mensagens não é autêntico, pelo contrário. Apenas mostram que é autêntico e verídico. Então, também é fato que a atuação do Mito e Delhagnol fere a lei e as regras de atuação estipuladas. Logo,estes senhores devem ser responsabilizados pelo comportamento criminoso. Existe bom e mau bandido ?
    Moro e sua gangue toda merece prisão.

  4. Precisamos atentar, mesmo que os cidadãos sejam desafetos, para a base que gerou os fatos. Crime não pode ser perdoado. São necessárias condições, à luz da lei, para a proteção de fontes. O que é adquirido ilegalmente não é válido e deveria impor pesadas sanções a quem os produz, recebe e propaga. Nome e honra, assim como a individualidade, têm de estar protegidos. Antes de tudo vem o compromisso com a felicidade individual.

  5. Parabéns. Excelente matéria,
    Quando chegou no Edgard Picolli, vc se refere a 12 empresas e me lembrei de uma entrevista de Bolsonaro no Globo News e ele pergunta aos jornalistas se eles recebiam como pessoa física ou jurídicas e eles ficam mudos. Bolsonaro Parecia já aber de tudo! Isso atormentava eles.

  6. Se a Justiça brasileira não estivesse tão “contaminada” pelo marxismo tanto o marxismo cultural (Antônio
    Gramsci) quanto o dialético( 30 anos de atuação militante de professores marxistas nas Faculdades de Direito de todo Brasil ( USP, Unicamp, UFRJ, São Francisco, UFOPA, etc etc) já estaria o Partido dos Trabalhadores proscrito e todos seus dirigentes presos, mas como ficou a Esquerda muito tempo no poder esse é o legado que ficou e que custará muito superar qual seja, a quase hegemonia do pensamento jurídico, inclusive com Leis mal feitas de viés socialista
    por um Congresso corrompido por pagamentos periódicas o dito Mensalão e por troca de apoio político por liberdade de “meter a mão” nos cofres públicos via controle de Ministérios e Diretorias, era assim que á Esquerda quase leva o nosso Brasil a ser uma gigantesca Cuba!

  7. Onde tem crime organizado tem PT-Psol-PCdoB… são todos um só partido que age dia e noite em prol de um projeto de poder totalitário no Brasil. Esses partidos são uma ORCRIM.

  8. Como Reinaldo Azevedo enganou gente não é?
    Enchia a boca para chamar todos os petistas de “petralhas”, me sinto um idiotado!

  9. Impressionante! Como a justiça precisa de pessoas honestas e terrivelmente fortes para passar nosso querido Brasil a limpo. Gratidão profunda a você e sua equipe, peço sempre a Deus e ao universo que os guardem e protejam pois o mal é silencioso e ardiloso. Paz a vcs.

  10. Os caras de Araraquara são bois de piranha, manu também….. Folha deSP e pt financiadores dos hackers tupiniquins?quem pagou os hackers dos hackers?Omydiar?Pqp, o trem tá ficando sinistro…..Vou ficar ligado nocês TALQUEI!Viva o Brasil, viva Sérgio Moro, viva Jair M.Bolsonaro…..

  11. Mais uma boa reportagem, esclarecedora , tirou algumas dúvidas que eu tinha, como sempre compartilhei para o grupo do face ..

  12. Ué, mas as conversas são verdadeiras? Então, sigo a tese do Dr. Moro, que provas obtidas ilegalmente devem ser aceitas porque importante é a autenticidade do conteúdo. Mas se as conversas não têm nada de mais, sendo tudo normal na relação juiz-procuradores, não entendo porque essa briga toda para as considerar sem validade jurídica.

    1. Tudo de ruim está facção criminosa chamada PT esta envolvido tem e que prender os outros integrantes como Glece Hoffman Maria do Rosário Jaques Wagner e outros bandidos perigosos

  13. É!… A justiça está, além de cega, muito miope para o meu gosto!!
    Mas… Com essa enxurrada de bolsos cheios quem vai querer mudar alguma coisa neste país??
    Espero que, pelo menos nós, a plebe rude.

Já deu!