Jornativistas Gays de Esquerda e Nazi-Simpatizantes: Todos Iguais

Mente Press? No, Thanks.

Só pode ser um fetiche demente: Max Blumenthal, jornativista gay e nazi-simpatizante foi eleito pelo rabino Marvin Hier, fundador do Simon Wiesenthal Center, um dos órgãos judaicos que mais contribuem financeiramente e com ajuda humanitária israelense a causas mundo dentro e fora, uma das pessoas mais anti-semitas do mundo.

Assim como Glenn Greenwald, também gay, jornativista de esquerda e defensor de nazi-simpatizantes, assim como de ditadores comunistas, Blumenthal já cometeu atrocidades com a boca e com o teclado de deixar até Reinaldo Azevedo envergonhado. Na lista de vexames e desrespeito aos direitos humanos, Blumenthal foi a Venezuela defender Nicolás Maduro e se vangloriou ao receber uma réplica da espada Bolivariana.

Max Blumenthal Esperanda a espada entrar
Max Blumenthal esperando a espada entrar

 

Esse povo anda assistindo muito NARCOS.

Na sua ‘cobertura’ da crise Venezuelana, Blumenthal acusou o povo, morrendo de fome, sem remédio e torturado pelo exército de Maduro de serem os responsáveis pela falta de ajuda humanitaria ao país. Hoje, já se sabe que os coquetéis Molotov que mataram civis, foram atirados por ‘Chavistas’ infiltrados – mas o jornativista não só sustenta sua versão como a repetiu no Foro de São Paulo.

Sim, esse lixo esteve aqui com o resto da petralhada dias atrás, por isso nossa provocação ontem e nosso pedido a Moro que a portaria Nº 666 já fosse aplicada contra este vagabundo esquerdopata.

Após a vitória de Jair Bolsonaro e nossas comemorações, Max Blumenthal foi ao Twitter ofender um de nossos ex-membros que lamentavemente faleceu em decorrência de um AVC, em Fevereiro de 2019. Na verdade, Max Blumenthal foi socorrer seu amigo de longa data e costumes, o Verdevaldo.

O Krytyka Polityczna, desvendou alguns ‘juicy secrets’ de nosso querido Max Blumenthal

Sławomir Sierakowski, do blog político (de esquerda) Krytyka Polityczna, descobriu que Max Blumenthal é uma espécie de must-run boy da RT (TV network), para o Ocidente. Um dos já reconhecidos Idiotas Úteis de Putin, mas bem pagos.

A RT é uma TV/Portal russa cuja programação se dedica a 247, cultuar a figura de Vladimir Putin, o assassino em série de jornalistas REALMENTE sérios e independentes.

Stálin deve revirar-se no inferno em inveja: nem ele teve tantos puxa-sacos no Ocidente. Nem Trótski teve, e olha que a LIBELU, com filminho bancado pela Lei Rounaet pré-Bolsonaro vem aí…

Libelu O Filme
Libelu O Filme

 

Também financiado por alguém que você já deve imaginar, Max já foi até mais longe: durante a Euromaidan e os conflitos provocados por Putin e Neo-Nazistas bancados por Pierre Omidyar na Ucrânia, o StopFake.org denunciou Max Blumenthal e o colocou na lista de jornalistas americanos pró-Putin que mais publicaram mentiras sobre os eventos de na Ucrânia.

Mas espere, o canalha foi mais longe, em seu escrotumentário sobre os terroristas que mataram 11 pessoas e deixaram dezenas feridas no atentado ao Charlie Hebdo, cuja vizinhaça é majoritariamente judaica – Max Blumenthal culpa os franceses pelo crime.


Assim como o pedófilo Júlio Lancellotti saiu rapidamente em defesa de Champinha, comprando roupas, comidinhas, um PS2 e até TV de plasma para o vagabundo, Max Blumenthal tentou entrevistar amigos e familiares dos terroristas para colocá-los no papel de vítimas.

Seria uma doença? Um fetiche? A maioria dos gays que conheço e respeito tem ojeriza a figuras como Glenn Greenwald e Max Blumenthal. Aliás, considerado um dos maiores ‘contadores’ de Fake News do mundo, a MintPress (MentePress?) já levou vários bans de Facebook, Twitter e Google.

Atacar Israel, atacar os judeus, atacar (com menos verborragia) o Cristianismo, louvar assassinos e lamber os pelos de Vladimir Putin. Só pode ser fetiche…

Sidney Blumenthal, outra figura horrenda da política americana, foi um dos braços direitos de Bill Clinton e agora é assessor de Hillary Clinton na sua última tentativa pela Casa Branca. Como espião secreto da Clinton Foundation,
o pai desse excremento passou 4 meses no Líbano pós Muammar Gaddafi avaliando possibilidades de negócio e virou o contato americano da Waha Oil Company, maior produtora de petróleo da Líbia.

Para tentar finalizar, vale lembrar que Fadel Abdul Ghani, muy muy amigo de Omidyar dirige a Syrian Network for Human Rights. Direitos humanos? Só queremos que Omidyar, Snowden, Greenwald e Max Blumenthal, expliquem que espécie humana eles defendem? Homo Sapiens com certeza não!

PS: a imagem que ilusta este post é a de Max agredindo um judeu em Nova York após ser desmascarado por todos os seus crimes de anti-semitismo.

Quer saber mais?

/var/mandante.bcg

7 bate-bocas

  1. São, realmente, muito sujos mesmo! Não Consigo me acostumar com as atitudes deles, sempre fico aterrorizada!
    A explicação da foto dele com Maduro ficou ótima:
    Max Blumenthal esperando a espada entrar (duplo sentido) rsrs

  2. Quem é essa figuraça da qual só agora ouvi falar? Caramba, é mesmo verdade que aqyi, em se plantando tudo dá…

    1. Direita burra não conheço, mas vc é um dos representantes da esquerda néscia, que falta discernimento e inteligencia. Fica por ai mesmo, este é seu lado!

  3. Sinceramente esses ULTRADIREITA s se acham o cérebro do mundo e só suas verdades devem ser lidas e aceitas. Puta que pariu que ódio, isso já tá enchendo o saco do mundo, ninguém aguenta mais essa direita burra, preconceituosa, homofóbica e sem noção de humanidade. Vão trabalhar vagabundos deixem de ser parasitas. Vão estudar oq vcs são burros que dói. Atacar a esquerda há deu o que tinha que dá puta que pariu meu façam algo mais inteligente e útil

Já deu!